papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

1° de abril: dia de tollar

Dia da trollagem, dos bobos, dos enganos. Desde de 1564, 1° de abril é o dia oficial da mentira.

São muitas explicações sobre isso, mas a mais aceita é a de que o dia da mentira surgiu na França, no século XVI.

De acordo com a revista Mundo Estranho, o ano novo, naquela época, era comemorado em 25 de março e a data incluía trocas de presentes e animadas festas. Contudo, o papa Gregório XIII instituiu um novo calendário para o mundo cristão, chamando-o de calendário gregoriano, que transferia o ano novo para o dia 1° de janeiro.

Foi em 1564, dois anos após a adoção do calendário gregoriano, que o rei Carlos IX de França determinou que a festa de réveillon também mudaria de data e passaria a acontecer da noite do 31 de dezembro para o primeiro dia do ano. Nem todo mundo gostou da novidade. Os mais conservadores continuaram a comemorar o ano de acordo com a antiga folhinha. Os humoristas da época prontamente passaram a fazer piada e lhes mandavam presentes estranhos com convites a festas esquisitas que nunca existiram. Então começou uma brincadeira e pessoas começaram a ridicularizá-los chamando-as de ‘bobos de abril’.

Tempos depois, a brincadeira migrou para a Inglaterra, a Itália e o restante do mundo. No Brasil, só chegou quando, em Minas Gerais, começou a circular um jornalzinho chamado A Mentira. Seu primeiro exemplar chegou à população em 1° de abril de 1828. Desmentida no dia seguinte, a manchete trazia uma bomba: a morte de Dom Pedro.

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.