papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

10 erros que estão destruindo o seu relacionamento

Todas as relações precisam ser cuidadas para durarem por muitos anos e, principalmente, para que esse período seja feliz e crie lembranças boas. Por isso, a psicóloga Milena Lhano selecionou os principais erros que são capazes de acabar com o relacionamento e formas de evitar isso. Confira:

1. Esconder o que pensa

Especialmente sobre o que você não gosta em relação ao parceiro. “O que inicialmente parece pequeno um dia poderá ser o estopim de uma grande guerra. Se você se incomoda com a toalha molhada sobre a cama, converse com ele a primeira vez que isso acontecer e exponha porque isso lhe incomoda”, diz a especialista. Evitar tratar os problemas, desde os menores até os mais complicados, pode fazer com que uma simples toalha molhada seja a gota d’água para acabar com a relação.

2. Guardar mágoa

Se você ficou magoado ou ofendido com algo que o parceiro fez, diga. Alimentar esse sentimento pode transformar o amor em ódio. Existem duas técnicas capazes de evitar o acúmulo de raiva. “A primeira: respire fundo e deixe o sentimento ir embora – aceite seu parceiro como ele é, incluindo as falhas, pois ninguém é perfeito (nem você). A segunda: fale com seu parceiro (a) sobre isso e procurem uma solução que agrade ambos (e não só você). Tente falar sem confrontar e sim de um jeito que expresse como você se sente sem ser acusatório. De repente você pode descobrir que a intenção não era lhe ofender”, diz Milena.

3. Ser muito ciumento

Sim, o ciúme é um dos maiores perigos para a relação. De forma controlada, esse sentimento pode até ser sadio, mas é muito fácil ultrapassar esse limite. “Quando chega a necessidade de controlar o seu parceiro (a), o ciúme se transforma em brigas que deixam ambos infelizes”, explica. “Se você tem problemas com ciúmes, e chega ao ponto de parar a sua vida para perseguir o outro, é necessário que procure o auxílio de um profissional para compartilhar as suas inseguranças e frustrações e não mais dar vazão a elas em seu relacionamento”, conta.

4. Depositar muita expectativa

Especialmente no início da relação, acabamos nos doando demais e sempre esperamos que o outro faça o mesmo. “Sem perceber, nós criamos expectativas muito altas e não nos damos conta que o nosso parceiro não é perfeito, como ninguém é. Não podemos esperar que eles (ou elas) sejam carinhosos e amorosos a cada minuto de cada dia. Expectativas muito altas levam a desapontamento e frustração”, conta. Ainda mais se o parceiro não souber da existência desse seu sentimento.

5. Se distanciar do parceiro

E não pense que só casais com filhos que passam por isso. Trabalho, viagens e atividades do dia a dia podem fazer com que os casais não consigam passar tanto tempo sozinhos. “Se está difícil achar esse tempo, sugiro que reservem horário um para o outro no decorrer do dia e levem a sério o combinado, pois se você não desmarca o dentista ou a aula de ginástica, porque desmarcar o horário com a pessoa que você ama?”, questiona a psicóloga. “E quando estiverem juntos, façam um esforço para se conectarem, se divertirem e se curtirem, exatamente como vocês faziam no início do relacionamento e não apenas estejam juntos por obrigação”, afirma.

6. Não conversar

A falta de comunicação entre o casal é um problema por si só, mas também pode prejudicar ainda mais outros problemas. “Se você tem ressentimento, você deve conversar sobre isso em vez de deixar o ressentimento crescer. Se você é ciumento, você deve abrir o jogo, ser honesto e expor sua insegurança. Se você tem expectativas, deve dizê-las ao seu parceiro”, explica. Comunicação implica em abrir os seus sentimentos sem medo. “Para o diálogo entre o casal ficar mais interessante, comunique também o quanto você é feliz ao lado dele (ou dela), o quanto ainda o (a) ama e o quanto vocês são felizes”, afirma.

7. Não reconhecer e elogiar o parceiro

“A frieza de sentimentos pode ser compreendida como uma falta de gratidão e apreciação de tudo o que o seu parceiro (ou parceira) faz para você. Toda pessoa (até você) quer ser reconhecida e elogiada pelo que faz. Ele cozinha algo que você gosta? Ela lhe ajuda, dá suporte ou compreende o seu trabalho? Ao invés de reclamar que a cozinha está uma bagunça, ou que é obrigação dela compreender a sua profissão, tire um tempo para dizer obrigado, dar um beijo e um abraço”, recomenda a especialista.

8. Não ser carinhoso

Seja um simples afeto ou até durante o sexo, carinho é fundamental. “Afeto é importante, faz bem e todo mundo precisa de um pouco dele, especialmente vindo de quem amamos. Tire um tempo, todo santo dia, para dar atenção ao seu parceiro; dê um beijo quando ele ou ela chegar em casa do trabalho, diga-lhe bom dia e boa noite, chegue por trás e dê um beijo no pescoço, massageie suas costas enquanto ele vê TV e o que mais a criatividade de vocês permitir”, explica.

9. Ser teimoso

A teimosia está presente na personalidade de muitos de nós e, claro, acaba se manifestando em nossas relações. “Evite querer estar sempre certo e colocar todos os erros sobre o seu parceiro. Para evitar que a sua teimosia destrua o seu namoro ou casamento, procure flexibilizar a sua opinião e desenvolva o hábito de pedir desculpas quando você está errado (a) e realmente a culpa é sua”, conta. “Lembre-se que o orgulho não leva a nada”, diz Milena.

10. Deixar a rotina dominar

“Depois de muito tempo juntos, o homem pensa que não é mais necessário mandar flores inesperadas para a esposa, convidá-la para jantar em uma noite qualquer e ela também pensa que já não são mais necessárias lingeries novas, beijos de bom dia, conversas durante o jantar. Enfim, ambos pensam que não é mais necessário agir de forma conquistadora e de repente lá estão dois acomodados deixando a relação ser conduzida pelo piloto automático das obrigações cotidianas”, conclui a psicóloga.

Fonte: Minha Vida

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.