papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

1º casamento homoafetivo em 95 anos de Copacabana Palace.

Logo, logo, casamento entre pessoas do mesmo sexo deve ficar tão comum quanto andar de gôndola em Veneza ou comer acarajé na Bahia, mas ainda não é assim e a gente sabe. Por essa razão, esse sábado (10/03) pode ser lembrado como uma data marcante: a economista Roberta Gradel e a farmacêutica Priscila Raab casaram no Copacabana Palace, numa noite muito tradicional. A cerimônia “estrogênica” foi judaíca, com cerimonial de Ricardo Stambowsky, decoração de Leonardo Araújo, bolo de Regina Rodrigues, maquiagem de Marcelo Hicho e ambas vestidas pela estilista Marie Lafayette, ou seja, ficha técnica muito conhecida, mas pela primeira vez para casar duas mulheres.

Foto: Reprodução/Marco Rodrigues

Ambas deram as sete voltas em volta da outra, quebraram a taça e tudo como manda a tradição judaica, mas na hora de jogar os buquês foram bem criativas: estavam sobre os convidados penduradas do teto do Golden Room em balanços floridos – nesse momento só se ouvia “Ohs” e Ahs” de todo mundo. Um convidado comentava: “É a evolução dos costumes”. A noite seguiu num clima radiante. “Esse foi meu primeiro casamento entre mulheres – muito bonito, clássico, emocionante. E quem não quer ver os amigos felizes?”, disse Daniella Sarahyba, amiga das noivas. Se você é do tipo que fica alegre com a felicidade dos outros, é um bom momento esse de Roberta e Priscila. 

Matéria: Lu Lacerda

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.