papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

A dor de ser traída ou a dor de seguir sozinha?

Quando começamos um relacionamento, nós apostamos todos os nossos sonhos nele e não imaginamos que outra pessoa também poderá entrar e participar da sua vida. A verdade é: ninguém quer ser traído, mas quando acontece nós não sabemos muito bem o que fazer. Terminar o relacionamento? Perdoar? Tentar esquecer? Superar uma traição não é impossível e pode ser mais fácil do que você imagina. Vale lembrar que superar nem sempre significa esquecer e perdoar o marido, mas também entender o que aconteceu e tentar deixar o problema para lá, focando em uma nova vida – com ou sem ele. Essa é a parte mais difícil, tomar a decisão.

Descobrir uma traição do marido pode mexer muito com nosso psicológico. O primeiro sentimento é que alguém tomou nosso lugar na vida de uma pessoa que amamos. Depois vem aquela sensação de humilhação, de quebra de confiança, de conhecer um lado do seu companheiro que você até então não tinha acesso. São vários os sentimentos que se passam no momento da descoberta e, juntos, podem nos deixar depressivas, sem autoestima e com dificuldades de continuar ou apostar em um novo relacionamento, as vezes sem conseguir, inclusive, apostar em continuar sua própria vida.

Superar uma traição do marido tem dois lados: terminar o casamento ou tratá-la como uma crise, algo que precisa ser resolvido e que aconteceu por algum erro no meio do caminho. É importante, antes de tomar qualquer decisão, que você entenda o que houve. Se sua autoestima está ruim, por exemplo, é possível que tome alguma atitude que, depois, poderá se arrepender – uma delas é continuar em um relacionamento tóxico porque você acha que nunca mais encontrará um amor. Ou terminar achando que vai ser fácil e que odeia o seu parceiro.

Você precisa entender que o único responsável pela traição é aquele que tinha um comprometimento com você: seu marido. Por isso não se coloque para baixo, não fale mal nem tente jogar o peso em cima dos ombros da pessoa com quem ele teve um caso. Seu marido tinha um compromisso com você e se ele foi violado, só ele pode responder por isso.

Superar uma traição do marido pode demorar. Se você acha que não consegue lidar com isso, o melhor é dar um tempo na relação. Tente morar separado, se distanciar por algumas semanas ou meses e esfriar a cabeça. Mesmo que você perdoe o que houve, ter essa pausa fará bem para o casamento. Assim vocês podem pensar se conseguem superar essa crise e continuarem juntos. Caso os meses separados não tenham sido suficientes para perdoar seu marido, o melhor é terminar a relação. Viver em um casamento onde você irá ficar paranoica com tudo o que ele faz, com as vezes que chega tarde em casa ou até mesmo por não atender o telefone pode te fazer mais mal que bem. Uma relação assim não é saudável para você nem para ele.

A DOR

Claro que não é somente a relação com o marido que passa por mudanças. Sua relação consigo mesma acaba sendo danificada, principalmente a autoestima. É comum que nesta fase a mulher se sinta culpada pela traição, tentando colocar em seus ombros um erro que não é dela. A dor da traição nos deixa paralisada, sem vontade de sair da cama, muitas vezes. É comum se trancar no quarto e até não querer falar com outras pessoas. Nossa confiança no marido fica perdida e nossa autoestima parece não existir mais.

Superar uma traição precisa começar por dentro. Sabe aquela frase “aceita que dói menos”? Ela é muito importante nesta fase. Aceitar que a traição aconteceu é o primeiro passo para você superá-la. Só assim será capaz de seguir em frente, seja qual rumo escolher.

Você também precisa encarar o que está sentindo: mágoa, vontade de se vingar, tristeza, decepção, e por aí vai. Encarar não significa se entregar, mas, sim, entender o que acontece dentro de você. Assim será mais fácil fugir desses sentimentos que tentam deixá-la para baixo. Tente tirar um tempo para você esquecer os problemas. Procure amigas para sair, faça atividades físicas e até mesmo viaje, se possível. Tirar um tempo da rotina, do que houve, é mais saudável do que você imagina para superar uma traição. Ficar em casa remoendo só irá deixá-la mais angustiada.

A SUPERAÇÃO

Superar uma traição não significa apenas perdoar o marido, mas também absorver o que aconteceu e tentar deixar a crise para trás o máximo possível. Se você resolveu seguir em frente sozinha, tente não pensar no que houve. Isso pode atrapalhar outros relacionamentos, criar um bloqueio dentro de si que a impede de conhecer novas pessoas, se jogar em uma nova paixão e viver outro amor. Entenda que nem todos irão machucá-la e se dê a oportunidade de criar uma nova história. Claro que você não precisa de outro companheiro para ser feliz – só de você mesma. Mas se quiser tentar com outro alguém, não se culpe nem crie barreiras.

Caso escolha continuar no relacionamento, é importante que os dois entendam a nova chance que escolheram dar ao outro. Não fique paranoica com as vezes que ele não atender ao telefone, por exemplo. Criar histórias na cabeça pode fazer mal não só para você como para o marido, também. Se os dois resolveram continuar, tratem o recomeço como um novo capítulo. Superar não significa esquecer, mas sim recolher o que ficou de bom e tentar novamente – sem remoer o passado.

Sei que é muito difícil, mas só existe esses dois caminhos e só nos mesmas para decidirmos!

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.