papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

‘Chocado’, diz vereador de Salvador alvo de operação de combate à pedofilia

O vereador Toinho Carolino (Podemos) confirmou ter sido um dos investigados na segunda fase da Operação Luz da Infância, de combate à pedofilia, que acontece na Bahia e em mais 22 estados. Ao todo, cinco pessoas foram detidas em flagrante, na manhã desta quinta-feira (17), durante o cumprimento de diversos mandados de busca, apreensão e prisão cumpridos em 14 bairros de Salvador, além das cidades vizinhas de Camaçari e Vera Cruz.

Segundo nota divulgada pela assessoria do vereador, ele foi surpreendido com o envolvimento do seu nome na investigação que apura crimes contra crianças. Carolino disse que ficou “chocado” quando soube da notícia e não reconhece o local onde foi feita a batida policial como sendo seu endereço atualmente.

“Estou muito triste com tudo isso. Sou um pai de família que sempre respeitou os filhos e, como vereador, trabalho pela melhoria da qualidade de vidas de crianças carentes. Eu não moro neste apartamento há quatro meses. Não imagino o que pode ter acontecido”, afirma o vereador, em nota.

Ele informou que está tentando saber detalhes da investigação. “Meu advogado já está procurando conhecer os detalhes da denúncia. Espero que a verdade venha à tona e que os fatos sejam esclarecidos em breve. Abomino qualquer tipo de violência contra crianças indefesas”, concluiu.

Ao CORREIO, a diretora do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), delegada Fernanda Porfílio, informou que “todos (os cinco suspeitos presos) estavam de posse de material pornográfico infantil em computadores, celulares e acessavam links do gênero”.

Segundo ela, 14 equipes ainda estão nas ruas. No interior do estado, os agentes estão em busca de seis alvos.

Até o início da tarde, 20 pessoas haviam sido conduzidas à Delegacia de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente (Derca), em Brotas; seis já foram ouvidas, mas não há informações sobre a situação delas.

Em Salvador, a operação foi realizada nos bairros de Vila Laura, Imbuí, São Marcos, Pau Miúdo, Canabrava, Pituba, Tancredo Neves, Ondina, Paripe, Liberdade, Nova Brasília de Itapuã, Castelo Branco, Pernambués, Plataforma, Boca do Rio, Barbalho, Fazenda Grande IV e Brotas.

Cem policiais civis, em 25 viaturas, estão envolvidos na ação. Durante a operação, foram apreendidas dezenas de aparelhos eletrônicos utilizados nos crimes como computadores, pendrives, CPUs, dentre outros. “As equipes são formadas por um delegado, três agentes e um técnico de informática, para não falarem que o material foi plantado”, comentou Fernanda Porfírio. 

Fonte: Correio

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.