papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

Cinco filmes e séries para ajudar a elevar sua autoestima

Uma lista de cinco filmes e séries pra você curtir o combo sofá + pipoca. Os filmes questionam a ditadura dos padrões de beleza, idade ou de perfeição. Mas sempre numa pegada leve e divertida. Afinal, é hora de deixar as problematizações do dia a dia de lado e relaxar!

“Dumplin'” (2019) A esperada versão da Netflix para o best seller “Dumplin'”, de Julie Murphy, pode não ser tão profunda quanto o livro. Mas é sempre legal ver uma atriz gorda fazendo a protagonista e não a virjona amiga da mocinha. “Dumplin'” (vulgo “Fofinha”) é a filha de uma eterna miss obcecada por concursos de beleza que não aceita muito bem a filha fora dos padrões. A mãe é interpretada por Jennifer Aniston. E a filha pela australiana Danielle Macdonald, que também estrelou o comentado “Birdbox” (2018) e o excelente “Patty Cake$”, filme independente de 2017.

“Grace & Frankie” (2015-2019) Uma das melhores séries de comédia dos últimos tempos, “Grace & Frankie” trata de velhice de uma forma revolucionária. Com um elenco fenomenal, questões como sexualidade, relacionamentos, etarismo, projetos de vida e morte são abordadas com muita sensibilidade e sem os clichês de sempre. Ver um dos maiores símbolos sexuais da história do cinema, Jane Fonda, despindo-se de qualquer vaidade em relação à idade é uma das coisas mais incríveis desta série.

“Felicidade Por Um Fio” (2018) Adaptação de livro do mesmo nome, de Trisha Thomas, o longa mostra a história de Violet Jones (Sanaa Lathan), a típica “mulher perfeita”: linda, poderosa, bem sucedida na vida profissional e no amor. Depois de uma separação dolorosa, Violet decide rever suas escolhas e estilo de vida. O filme mostra todo seu processo de redescoberta superando traumas que a fizeram se tornar uma mulher negra envergonhada de suas raízes. Um tema super pertinente e atual.

“A Maravilhosa Mrs. Maisel” (2017-2018) Saindo um pouco da Netflix, agora indo para a Amazon Prime. A multipremiada série conta a trajetória de Midge Maisel (Rachel Brosnahan), uma dona de casa judia novaiorquina que depois de ser deixada pelo marido boy lixo, decide se dedicar ao sonho de ser uma comediante. Isso em pleno anos 50, quando às mulheres pouco era permitido. A criadora da série é Amy Sherman-Palladino, mente por trás de “Gilmore Girls”. O problema aqui é ficar viciadona, fazer maratona e sofrer até o final do ano pela estreia da próxima temporada.

“Colegas” (2012) Márcio, Stalone e Aninha tem Síndrome de Down, dão um perdido no instituto em que viviam para perseguirem seus desejos de voar, ver o mar e casar, respectivamente. O trio de amigos apaixonados por cinema trilha um percurso de aventuras contribuindo para que pessoas com Down sejam retratadas dentro de um contexto de autonomia. A síndrome não é o tema, e sim o laço entre os amigos e a jornada em busca de um sonho.

E no fim, é só isso o que todos queremos, – gordos, negros, idosos, pessoas com deficiência -, sermos protagonistas de comédias, romances, dramas e roteiros divertidos e interessantes, sem que isso necessariamente seja o foco central de uma trama. Nada além disso.

Fonte: Matéria de Flávia Durante para Universa

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.