papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

Comercial de margarina para mães reais

A vida que estampam em comerciais de margarina nem sempre existe. Há mulheres, sim, que por ter demasiado trabalho não só fora de casa, mas principalmente sendo mãe e tendo que dar conta de tudo, entram em estado depressivo quando são rotuladas, pela sociedade e por elas mesmas, como mães negligentes.

Pasmem que, em plano século XXI, quando assuntos sobre empoderamento feminino está cada vez mais em voga, uma mulher que deseja e precisa ser totalmente independente financeiramente, que trabalha mais de oito horas por dia muitas vezes é rotulada como egoísta e que apenas se importa com seu sucesso profissional, deixando seus filhos serem cuidados por babás ou eletrônicos.

A imagem da maternidade é sempre colorida para muitos, e os olhos estão obviamente sempre atentos a quem ouse sair do padrão. Expor em mídia social seu desabafo sobre ser humana e querer um tempo somente para você, ou apenas expor a dificuldade que é fazer uma viagem ou qualquer outra programação “extra casa” pode ser alvo de críticas.

Recentemente a atriz Luana Piovani foi atacada em rede social por gravar um vídeo publico, onde relata que viajar com seus filhos é impossível. Obviamente que assuntos polêmicos como este são alvo de marketing para os julgadores de carteirinha, e principalmente mães que são incapazes de assumir a exaustão que é a maternidade.

Fato é que cada dia mais precisamos levantar a mão para falar sim destes assuntos tão polêmicos e reais, e julgar menos a vida e opinião dos outros.

De acordo com recente pesquisa realizada pela Universidade de Louvain, Bélgica, de dois mil adultos analisados, 12% deste montante apresentava a Síndrome de Burnout Parental. A exaustão, desinteresse por suas tarefas mais do que duas vezes por semana foram um dos sintomas deste grupo estudado.

Isso nos chama a atenção para o excesso de tarefas e, não só isso, a culpa constante em ser perfeito no que se está realizando. O grande X da questão, é: a maternidade pode trazer, sim, para a vida de mulheres, a Síndrome de Bounout.

Assuntos como estafa provenientes de maternidade, excesso de trabalho, excesso de culpa sobre como lidar com a vida são assuntos de saúde publica!

Portanto devemos usar a nossa tão sonhada Teroria do Brilho e nos unir cada vez mais sobre assuntos que envolvam todo o universo feminino, ao invés de jogarmos pedras e julgamentos agressivos.

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.