papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

Conheça o projeto da União Europeia que te leva a viajar pelo mundo (de graça)

Já pensou passar cinco meses viajando pelo continente em que nasceu, sem gastar nada, só explorando novos lugares e conhecendo vááários projetos sociais que mudam a vida de muita gente? Ah, seria um sonho, não é mesmo?! Pois, acredite, é exatamente isso que a União Europeia ofereceu para quatro jovens, entre eles Ariel Contreras (o único latino-americano), por meio do projeto Faces2Hearts.

Gostou? A gente te explica: criado pela União Europeia justamente para divulgar os projetos sociais que eles têm ao redor do mundo, o Faces2Hearts é blog + redes sociais. Todo conteúdo é feito por jovens bacanas, como o Ariel, que viajou pelo Haiti, Bolívia, Peru, Nicarágua e Equador. Além dele, outros três jovens exploraram a Ásia e toda a África entre janeiro e maio deste ano.

Em entrevista à Glamour, Ariel contou que a inscrição para o projeto rolou em outubro do ano passado. “Soube do projeto pela internet e resolvi me inscrever. Eles me pediram um vídeo de 1 minuto e uma carta motivacional. Mandei, mas tinha zero esperanças de ser aceito”, conta. Mas, deu certo e logo no fim de novembro Ariel soube que tinha sido aceito no programa. “Já em dezembro, fizemos um treinamento de uma semana com os outros três participantes e em janeiro já nos mandaram”.

De janeiro a maio, Ariel conheceu diversos projetos, como o Centro de Promoção e Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos (PROMSEX), organização peruana com projeto de inclusão de transexuais no mercado de trabalho, e a ONG GVC Onlus, que atua em Nicaragua, e presta assistência às mulheres e famiílias vítimas de violência.

Conhecer os projetos foi um divisor de águas tão grande na vida de Ariel, que mudou até a sua maneira de pensar. “Em Lima, sofri um tipo de sequestro relâmpago. Me forçaram a entrar em um carro e levaram tudo o que eu tinha. Mas, juro para vocês que aquilo não me desanimou. Me encontrei com pessoas que vivem realidades tão difíceis, que acabei colocando meus problemas em perspectiva. Passei por um sufoco, claro, mas estava bem, com saúde, e continuei a viagem”, diz.

Além das visitas aos projetos sociais (vale uma ida até o site do Faces2Hearts para conhecê-los), Ariel também passeou um bocado. “Tenho dois destinos prediletos para indicar: o Salar de Uyuni, na Bolívia, e o vulcão Cotopaxi, no Equador. Este último tem uma subida tão íngreme, que achei que ia morrer no percurso. Mas, a vista de 4.800 m acima do nível do mar é simplesmente inesquecível”.

Fonte: Revista Glamour 

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.