papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

Desvendando a massagem tântrica

A massagem tântrica tem origem na cultura Drávida, povo que vivia no vale do Rio Indo, onde hoje é o Paquistão. Ela advém da filosofia Tantra, que é um estilo comportamental de princípios desrepressores.

A ideia da prática é fazer com que você deixe fluir a sua energia vital, chamada de kundalini, nos seus centros de consciência, os conhecidos chacras.

Muitos associam a massagem com algo essencialmente erótico, mas especialistas garantem que o tipo de sessão correta não tem nada a ver com isso, mesmo que haja toques nas partes genitais. Seu objetivo maior é provocar estímulos nunca sentidos, de forma a desenvolver o caráter terapêutico que o prazer pode dar. Contudo, a técnica oriental também pode ser uma grande aliada para amenizar problemas sexuais como a ejaculação precoce e a dificuldade em sentir prazer, comum em muitos casais.

A massagem pode causar diferentes resultados de pessoa para pessoa, dependendo de variáveis que são intrínsecas à realidade de cada um. Muitos relatam que, na primeira experiência, não sentem nenhum estímulo sexual, mas sim uma sensação de carinho semelhante ao que sentimos no início da vida amorosa, quando ainda não temos nenhuma vivência prévia e normalmente estamos totalmente entregues àquele sentimento. Em outros casos, pessoas conseguem tirar conclusões sobre muito ou sobre tudo o que lhe afligia em relação ao seu autoconhecimento, assim como acontece em uma sessão com um psicólogo, por exemplo.

A experiência da massagem consegue ir até lugares em que a nossa mente muitas vezes nos auto sabota a não ir.

Mas, finalmente, como é feita a massagem?

Aqui, é importante ressaltar a diferença entre sexo tântrico e massagem tântrica. Sim, ambos advém do Tantra, porém o sexo não é feito com um terapeuta, mas sim com o seu parceiro sexual e introduz outras técnicas que gerem conexão entre os dois, como o olho no olho, por exemplo.

Antes de começar a sessão, o profissional lhe questionará sobre o que você busca com a técnica, a fim de escolher os caminhos que serão percorridos durante a massagem. Em seguida, lhe dirá como a terapia vai te auxiliar para a resolução do problema e logo após, o passo a passo de tudo o que fará, detalhadamente.

Foto: Reprodução

Normalmente, na primeira sessão se aplica a Sensitive Massagem, que é o primeiro nível da terapia tântrica. Trata-se de uma massagem sensorial que explora o seu corpo inteiro, mas não toca nas partes genitais. A partir daí, avalia-se a necessidade da quantidade de sessões necessárias e quais procedimentos serão utilizados, dependendo da sua dificuldade.

O importante é entender que esta é uma técnica de caráter terapêutico que busca a sua reconexão consigo, dando-lhe a autonomia de descobrir o seu corpo e seus pontos. Muitos a preconceituam pelo fato de ser um procedimento realizado por um profissional (muitas vezes desconhecido) e este lhe ver em situação de intimidade e vulnerabilidade. Mas, é fundamental ter em mente que a massagem não se trata de masturbação ou coisas afins, e sim, como já foi dito, de autoconhecimento corporal, seja apenas para te proporcionar mais prazer, resolver questões sexuais problemáticas ou quem sabe só à título de experiência mesmo.

Você já experimentou ou tem vontade de conhecer a técnica? Compartilhe com a gente!

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.