papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

Dois de Julho reúne milhares de baianos e retoma tradição das fachadas

Milhares de baianos participaram, nesta segunda-feira, do desfile do Dois de Julho, que começou e terminou mais cedo em função do jogo da Seleção Brasileira contra o México. Com o tema “Luta pela Paz”, a manifestação história e cultural reuniu famílias inteiras, além de diversas entidades, grupos e políticos. O prefeito ACM Neto participou de todo o cortejo, organizado pela Fundação Gregório de Mattos, ao lado de outras lideranças e colaboradores da Prefeitura.

Da Lapinha ao Campo Grande, as fachadas das casas enfeitadas davam o colorido da festa. Puxada pelo Caboclo e Cabocla, a multidão foi levada pela música percussiva, samba e som da quadrilha junina. Personagens históricos que marcaram a história da data magna da Bahia também embelezaram o desfile, a exemplo de Maria Quitéria.

Neste ano, por conta do jogo do Brasil, o carro dos caboclos, que normalmente sai de dentro do barracão, ficou estacionado do lado de fora, na pista principal, e partiu mais cedo, às 6h30, iniciando o desfile. Entre as figuras marcantes do Dois de Julho estava a vendedora ambulante Raimunda Anunciação, 53 anos, e que há 37 participa da festa fantasiada de Maria Quitéria. “Eu me identifico muito com a história dela. Fugiu de casa para lutar. Ela venceu a guerra e eu encaro uma batalha todos os dias para criar minhas três filhas”, comparou.

A importância da data histórica para Bahia foi reforçada pelo secretário municipal de Cultura, Cláudio Tinoco. “Há quase 200 anos a luta pela independência marcou o Brasil e a Bahia. É muito importante que nós homens públicos e que hoje estão no poder possam reverenciar nossos heróis da independência, rendendo essas homenagens. Nada melhor do que está aqui nas ruas junto ao povo, até porque foi uma luta que emanou do povo baiano”, disse.

As celebrações do Dois de Julho serão encerradas às 18h30 do dia 5 de julho, com a volta dos carros emblemáticos ao bairro da Lapinha. O ato contará com a participação de orquestra fanfarras e grupos culturais.

Concurso – O verde e amarelo nas decorações das fachadas das casas deram o tom de Copa do Mundo na ornamentação. A mistura das cores do Brasil com elementos como palhas de coqueiros, plantas, penas e crianças fantasiadas de personagens emblemáticos da história da independência embelezaram as frentes dos imóveis. O retorno do concurso promovido pela Prefeitura, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), fortaleceu as homenagens à independência, resgatando uma antiga tradição.

Veterana no concurso, Marise de Menezes, 59 anos, moradora da Ladeira da Soledade há 17, não economizou artigos naturais na decoração. Levando em conta o quesito sustentabilidade, ela usou bastante verde para enfeitar sua sacada. As bandeiras da Bahia e do Brasil deram o colorido na ornamentação que chamou atenção de quem passou pelo local. “Eu quero ganhar mais uma vez”, disse a cuidadora de idosos, que por duas vezes já foi premiada.

Para o presidente da Fundação da Fundação Gregório de Matos, Fernando Guerreiro, o Dois de Julho é a festa mais forte e impactante por se tratar da manifestação popular que marca a data da independência da Bahia. Questionado sobre a importância do retorno do concurso, ele comentou que a prática fortalece as tradições do povo. “Percebemos que é uma das maiores tradições que a gente tem no Dois de Julho, por ser um cortejo que passa numa área residencial. No entanto, vinha se esvaziando. Por isso, trouxemos de volta”.

Trazendo o mesmo tema do desfile, “Luta pela Paz”, o concurso de fachadas vai premiar com R$ 2 mil, R$ 1 mil e R$ 500 os três melhores trabalhos. Uma comissão composta por um servidor da fundação, um representante da sociedade civil e outros dois das faculdades de arquitetura e de belas artes, ambas da Universidade Federal da Bahia (Ufba), passou por todo percurso avaliando as categorias: cívica, preservação do prédio, criatividade, originalidade e utilização de materiais sustentáveis. A previsão é que o resultado seja divulgado em até dez dias após a realização do cortejo.

Fonte: SecomCorreio

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.