papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

Essas são as mentiras contadas pelo tal do “amor romântico”

Várias são as mentiras que o amor romântico impinge a homens e mulheres para manter a fantasia do par amoroso idealizado, em que duas pessoas se completam, nada mais lhes faltando. Entre elas, as seguintes afirmações:

Só é possível amar uma pessoa de cada vez;

— Quem ama sente desejo sexual pela mesma pessoa a vida inteira;

Quem ama não sente desejo sexual por mais ninguém;

— Há uma complementação total entre os que se amam;

Os dois se transformam num só;

— O amado é a única fonte de interesse do outro;

— Cada um terá todas as suas necessidades atendidas pelo outro;

— Qualquer atividade só tem graça se a pessoa amada estiver presente;

— Todos devem encontrar um dia a “pessoa certa”.

O amor romântico prega um conjunto de crenças, valores e expectativas, que determinam, mesmo inconscientemente, como devemos sentir e reagir no relacionamento com outra pessoa. O resultado dessas crenças na vida a dois é que, com frequência, um imagina o outro como na realidade ele não é, e espera dele coisas que ele não pode dar. As expectativas e ideais do amor romântico são passados como a única forma de amor, e as pessoas aprendem a sonhar e a buscar um dia viver tal encantamento. Entretanto, como nenhuma delas corresponde à realidade, em pouco tempo de relação elas se decepcionam e se frustram.

Texto: Regina Navarro

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.