papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

O caso de Gessica Notaro: Modelo atacada com ácido pelo ex-namorado e a volta às passarelas

Gessica Notaro estava no auge de sua carreira como modelo no dia em que se tornou finalista do concurso de Miss Itália. A jovem de 27 anos tinha um futuro promissor e pretendia continuar usando sua beleza profissionalmente para obter novas conquistas no trabalho. Mas tudo mudou quando sofreu um ataque perverso do ex-namorado no início de 2017. Jorge Edson Tavares esvaziou uma garrafa de ácido em seu rosto, destruindo não somente sua aparência, mas sua profissão. Agora, após uma temporada “aprisionada” em um hospital, ela decidiu se mostrar em um programa de TV.

“Enquanto o ácido comia meu rosto, eu me ajoelhava e rezava. Pedia à Deus: ‘tire minha beleza, mas, ao menos, deixe minha visão'”, contou Gessica no programa “Maurizio Costanzo” ao revelar seu rosto desfigurado na TV. “Precisei gastar todo meu dinheiro com medicamentos. A cada meia hora preciso usar colírio e hidratar minha pele. Não posso trabalhar porque não posso me molhar”, contou a jovem.

Gessica Notaro (Foto: Reprodução / Instagram)

O suspeito do crime, segundou contou, teria feito o possível para que o dano fosse o pior possível. “Eu senti o plástico da garrafa em meu rosto”, explicou. “Ele garantiu que a garrafa se esvaziasse completamente sem deixar uma gota. Meu rosto estava queimando e eu instantaneamente comecei a perder a visão”. Tavares nega as acusações e aguarda o julgamento do caso.

O ataque pode ter destruído a carreira de modelo de Gessica, mas não acabou com seu desejo de ainda trabalhar com entretenimento. Seu sonho, agora, é se tornar uma cantora. “Meu rosto está arruinado, mas minhas características ainda estão aí. Minha boca está intacta, assim como meu nariz. Ainda consigo me reconhecer no espelho. Meu olho deveria estar cego, mas não está”, comemorou. “E a coisa mais importante que soube naquela noite é que minha voz ainda está aqui. Eu quase a perdi quando o ácido entrou na minha boca, mas estava alerta o suficiente para cuspi-lo para fora”.

Quanto ao ex, que a atacou por não aceitar o término do relacionamento, a italiana afirmou não buscar vingança. “A única coisa que gostaria é que ele me veja e saiba o que fez”.

VOLTA ÀS PASSARELAS

A modelo italiana Gessica Notaro fez seu retorno às passarelas um ano após ser queimada com ácido por seu ex-namorado. A ex-miss foi convidada pela grife Gattinoni para integrar o time de modelos durante a apresentação da coleção da marca em Roma. A Gattinoni, cuja coleção foi inspirada no feminino e no feminismo, também comunicou seu apoio ao movimento Times Up, lançado por um grupo de mulheres da indústria do cinema de Hollywood contra o assédio e desigualdade salarial.

Gessica Notaro (Foto: Getty Images)

Gessica Notaro (Foto: Getty Images)

Gessica Notaro (Foto: Getty Images)

 

Fonte: Marie Claire

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.