papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

Prefeitura capacita servidores para aplicar empreendedorismo e inovação no setor público

Atenta à importância de inovar e qualificar ainda mais os serviços prestados pelo poder público municipal, a Prefeitura realiza o curso “Inovação e Empreendedorismo”. Quarenta funcionários municipais, de 18 órgãos, participam da iniciativa que visa aprimorar as competências necessárias à aplicação do empreendedorismo e da inovação na área pública. As aulas foram iniciadas em junho e seguem até o dia 17. A iniciativa é promovida pela Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis) e as aulas são ministradas no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/CIMATEC), na Avenida Orlando Gomes, em Piatã.

Entre os alunos da turma está o chefe de gabinete da Transalvador, Antônio Fernando Coelho. Há dois anos trabalhando no órgão, ele afirma que as noções aprendidas no curso estão sendo muito bem aproveitadas. “As pessoas só pensam em empreendedorismo no setor privado, como fomento da economia, mas nós em Salvador estamos inovando quando trazemos o conceito para administração pública”, pontua.

Ao todo, são cinco módulos, com carga horária total de 56 horas. A última parte do curso, que traz o tema “Cidade Inovadora: A construção de um ecossistema de inovação no município”, terá a duração de 16h e será ministrado pelo professor, José Cavalcanti, nos dias 16 e 17 de agosto. De acordo com Coelho, todo o aprendizado tem possibilitado que os servidores tragam elementos para gestão que geram resultados para o cidadão de Salvador.

Ele pontua algumas ferramentas de inovação adotadas pela Transalvador que tem melhorado os índices de acidentes, assim como a fluidez do trânsito na capital baiana. “Os semáforos inteligentes, a fiscalização eletrônica e o atendimento online ao soteropolitano são três mecanismos de inovação que tem melhorado bastante nossos números e o tráfego em Salvador”, considera.

Até agora, servidores receberam noções sobre os seguintes temas: “Princípios de Empreendedorismo e Inovação”, com carga horária de 8h, ministrado pelo professor Igor Marcarenhas, “Sistema Nacional de Inovação”, com duração de 8h e aulas do professor Alberto Peveratti, o curso “Cidades Inteligentes: a influência da revolução digital nas cidades” que durou 8h e foi ministrado por Herman Lepikson e “Métodos criativos para resolução de problemas”, que teve Ana Pires como docente responsável.

Fonte: Secom

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.