papo_delas_logo

SIGA O PAPO NOSSO CANAL /PAPODELAS
sem_filtro

Prefeitura seleciona startups em busca de soluções para gestão pública

Os interessados devem obedecer a 37 critérios voltados para a gestão pública, referentes à modernização, otimização e dinâmica para áreas como educação, saúde, desenvolvimento e assistência Social, por exemplo. Até o momento, o sistema já registrou 46 empresas que atendem os critérios de inscrição. Até o fim do prazo, a meta é alcançar cerca de 90 startups, cujo objetivo único será a melhoria dos serviços prestados à população. 

A segunda etapa consiste em avaliação das propostas por meio de um comitê técnico de avaliação, que terá a presença de representantes da Prefeitura e expoentes do setor de startups. Baseados em critérios técnicos, o comitê vai selecionar as melhores iniciativas. 

Pitch Salvador – O grande desafio dessas jovens empresas estará na terceira etapa, onde as soluções desenvolvidas para a gestão pública serão apresentadas, de forma presencial, entre os meses de maio e junho. Os empreendedores terão cerca de 10 minutos para “vender seu peixe” aos membros do comitê. 

As propostas devem ser apresentadas de forma clara e objetiva, contendo no máximo três ideias. As vencedoras serão convidadas para desenvolver seus projetos, sem custos, no Hub por um período de seis meses, quando as iniciativas serão testadas na gestão pública das secretarias municipais. 

Passado este período, as startups que obtiverem destaque poderão ser convidadas a desenvolver seus projetos em outras localidades, podendo ainda receber financiamentos de ordem privada para investir nas áreas afins. Um novo edital será lançado no mês de maio, visando, desta vez, o desenvolvimento de ideias voltadas para o mercado privado, como economia, direito, marketing digital, saúde e política. 

“O Hub de Tecnologia posicionou Salvador na dianteira das cidades brasileiras que investem no setor. A ação trará diversos benefícios para os cidadãos, seja por meio da geração de emprego e renda, seja por possibilitar o desenvolvimento da capital baiana na área de tecnologia e de suas soluções para a cidade, por meio de serviços importantes para a população”, afirma o titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara. 

Estrutura – A gestão do Hub está sob a tutela da empresa Bossa Nova, responsável pelo lançamento de editais, recrutamento, gestão e captação de recursos privados para o local. A capacidade total do Hub é de receber até 100 startups em espaço colaborativo, número que deve ser alcançado em 2019, com rodízio de 30 empresas por ano. A operação e captação de fundo de investimentos para as startups nos próximos cinco anos está estimada em R$100 milhões.

Fonte: SeCom

Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.